Larrodi - Sala Escura (part. Maromba Style)

BAIXAR

-[Refrão/ Composição Larrodi]
Sozinho, a sala escura, muita coisa pra pensar
Eu penso no futuro, aonde vou chegar
Pro Topo , seguindo, único caminho
Sem mudança de rota, eu traço meu destino

Na Sala luz apagada, refletindo, eu sei
Tá difícil dormir, e eu até tentei
Desisti e levantei, não dá pra ficar na cama
Milhões de ideias, e a mente em chamas

-[ Larrodi / Composição Larrodi]
Pensamentos vão e vem, nessa sala escura
Só o bater dos ferros, sacia a loucura
Sombrio, vazio, traços dessa caminhada
Mirando no sucesso, tudo ou nada.. vai

Me tirar, me desfocar e distrair
O que é certo ou errado, sempre soube distinguir
Já cai, me levantei, sempre me sinto mais forte
Eu já contei com muitos, mas menos com a sorte

sou um lobo na matilha ? lobo no meio dos cães
Disse, sou diferente, não tem outras conclusões
Moldado nas decepções, gelado como frio
treinando sozinho no canto, ali me refugio

Sem tempo pra perder, sem tempo pra errar
por que quem falhou demais, vive louco pra acertar
Cada dia uma batalha, e você tem que enfrentar
Sei que já pensei demais e preciso descansar

-[Refrão/ Composição Larrodi]
Sozinho, a sala escura, muita coisa pra pensar
Eu penso no futuro, aonde vou chegar
Pro Topo , seguindo, único caminho
Sem mudança de rota, eu traço meu destino

Na Sala luz apagada, refletindo, eu sei
Tá difícil dormir, e eu até tentei
Desisti e levantei, não dá pra ficar na cama
Milhões de ideias, e a mente em chamas

[Parte M.Style / Composição M.Style]

A resolução do que enxergo, me deu a percepção
Que o monstro que adormecia, não serve pra estimação
Bem vindo ao mato sem cachorro, como em um calabouço 
Acontece de novo, eu ouço gritos por socorro

A guerra de ego, deixando cego, o que diz não vai arcar
Torceu contra ,se desaponta, to em outro patamar
Na sala escura o gerador,não é a gasolina
O cheiro do seu medo, exala igual naftalina

Inimigo subestima, querendo fica por cima
Onde ódio é residencia, a raiva virou inquilina
Você é aquilo q come, também é aquilo que pina
Mas sem disciplina, é passageiro da agonia

Eu ainda tenho feridas, lentamente cicatrizam
Elas podem doer por anos, mas ensinam e conscientizam
Bruto com pavio curto uma faísca um estouro
No escuro não posso ver, mas consigo ouvir seu choro

Faça seu comentário :)

comments

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest