DJ. Mailson - Zona do Terror

BAIXAR

Acordo logo cedo e já tou pronto para a caça
eu mau abro os olhos e já sinto cheiro de ameaça
Estourando a cara de quem atravessar meu caminho
eu vivo na escuridão mas nunca estou sozinho

Pauladas da vida me fez ser assim como sou
de tanto ser a presa resolvi ser o predador
Cansado de ser o certo e de seguir todas as regras
mudei e não me arrependo que foda essa merda

Não nasci pra agradar, quero distância de boçal
pensamento que não muda, eu sou antissocial
Decisões conscientes, minhas regras eu quem faço
eu passando por cima de tudo em busca do meu espaço

O ódio já faz parte de toda minha rotina
cicatrizes pela alma se escondem em neblina
Por traz de um computador se sente o dono o mundo
mas não passa de um filho da puta vagabundo

Pessoas falsas seguem legado de hipocrisia
e a vontade de matar só tá aumentando a cada dia
Palavras negativas entendo como ameaça
e resolvo todas elas com a ponta da minha faca

Xingamentos, pensamentos, cê não ver outra saída
fala mau mas não aguenta 2 minutos da minha vida
Mente fraca tenta expor a sua opinião
uma palavra errada pode te mandar pro caixão

Não costumo ameaçar, já chego na voadora
efeito colateral da minha rotina não me dá escolha
Sangue envenenado, partindo pra doação
maldição psicopata tá em contaminação

Ambição por vingança aumentando gradualmente
a brincadeira acabou, isso já tá aparente
O sistema nervoso tá a ponto de explodir
hoje eu quero sangue e nada vai me impedir

Cidade abandonada, uma devastação total
vejo vultos pela noite como em um ritual
Escuridão predomina, o medo se matem escondido
a zona de terror me mostrou quem tá comigo

Perigo, correria, assim é a minha noite
inimigos capturamos e torturamos com açoite
A vida me mostrou que pra vencer a luta
não devo abaixar a cabeça pra nenhum filho da puta

Seguindo de regata tentando achar confusão
tretar com todo mundo é a minha diversão
Pensamento obcecado, não pisa no meu terreno
maníaco sanguinário, em busca de mais veneno

Resolver na conversa? tu só pode tá de piada
esquartejo, taco fogo e quebro os ossos na paulada
O vento frio vem a tona, escuto sons esquisitos
barulhos, pisadas, conversas baixas em um lugar restrito

Sigo calado na minha, com uma sensação estranha
mas atacar primeiro sempre foi minha artimanha
Pra bater de frente tem que tem que ter sangue nos olhos
o último que tentou teve os seus planos falhos

Meus planos são traçados de acordo com a minha meta
ajo explodindo tudo, porém de forma discreta
Sniper de elite, .50 tá carregada
a bala já tá viajando, tua cabeça vai pra vala…

Faça seu comentário :)

comments

Recommend to friends
  • gplus
  • pinterest